CNE usa referenciais docentes da Austrália para BNC da Formação

A aprovação da Resolução que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica, traz em Anexo,  a BNC de Formação Inicial de Professores para a Educação Básica . Nele, institui as competências gerais e específicas que, em conformidade com o Art.10, deverão ser consideradas em todos os cursos de licenciaturas.

Segundo o Texto Referencia socializado pelo CNE em 26 de setembro, o CNE buscou referencias em países que lograram sucesso nas provas PISA , entre os quais a Austrália.  Uma pesquisa de dados, ainda insuficiente, indica não apenas  que a Austrália teve uma queda no desempenho no período de  2003 a 2016, mas que as escolas públicas na Austrália, são pagas com taxas anuais variadas, tanto em escolas de educação básica quanto Universidades.

Em 2015, os estudantes levaram uma luta contra a privatização, e os debates foram acalorados no âmbito do parlamento e das escolas. Leia aqui  mais sobre esse processo

Trazemos neste post para leitura e análise, o Projeto de Resolução das DCNs aprovado em 07 de novembro pp, ainda em versão não oficial mas aguardando aprovação pelo MEC.

                                                                                                                                       Leia aqui

Trazemos também o documento australiano sobre a equivalente base nacional da formação de professores – Australian Professional Standards for Teachers – que desde 2009 vem incorporando à logica da formação, as propostas neoliberais de maior controle sobre o trabalho docente mirando o desempenho no PISA.   Leia aqui

Como vemos, nada diferente. Destroem uma politica pública amplamente debatida para colocar um projeto que aprofunda a desigualdade e a segmentação escolar.

Caberá a nós a resistência e uma pergunta ao MEC e ao CNE.

É este projeto de educação que queremos para formar nossos professores, nossas escolas e nossas crianças?

 

 

 

 

Esse post foi publicado em Assuntos Gerais. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para CNE usa referenciais docentes da Austrália para BNC da Formação

  1. Pingback: Educação pelo Brasil, edição 263 – Jornal Pensar a Educação em Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s